Tudo que você precisa saber para visitar a Montanha do Arco-íris no Peru

Tudo que você precisa saber para visitar a Montanha do Arco-íris no Peru

Aventura, Destinos, Dicas, Inspiração, Peru, Roteiros

A montanha Vinicunca popularmente chamada de Montanha das Sete Cores ou Montanha do Arco-íris é um fenômeno recente no Peru, graças às redes sociais. 

Há aproximadamente uns 4 anos, apenas uma dezena de pessoas passou por esta paisagem espetacular nos arredores de Apu Ausangate, a montanha mais alta da província de Cusco.

Hoje, em média, mil pessoas visitam a montanha todos os dias.

O que você deve saber

A Montanha das Sete Cores está localizada a cerca de 3-4 horas de carro da cidade de Cusco e só pode ser acessada a pé ou a cavalo em uma caminhada de 1 a 3 horas, dependendo do percurso. Devido à popularidade do local, novas estradas foram construídas que aproximam o visitante para caminhar menos.

A montanha tem 5.200 metros de altura, este é um dado importante, pois a altura pode causar o mal da montanha devido à baixa pressão atmosférica que faz com que o corpo absorva menos oxigênio, tornando a subida um desafio para quem não se exercita regularmente . Mesmo pessoas em boa forma podem apresentar sintomas.

Para chegar lá é recomendável contratar um tour em grupo ou privado. Se você tiver um carro, pode chegar lá sozinho, embora a estrada seja de terra e possa ser perigosa.

Existem várias opções de passeios para visitar a Montanha do Arco-íris, e sendo muito populares, vendem-nos em vários pontos do centro de Cusco.

EXCURSÕES DE UM DIA

O caminho mais curto para chegar a Vinicunca começa em Queshouno e dura apenas uma hora, esta é a melhor opção para quem não quer caminhar tanto. Existem outras rotas de K’ayrawiri onde você caminha entre 2,5 e 3 horas até Vinicunca.

Qual é a rota?

Nem todas as empresas seguem o mesmo caminho ou caminham. Alguns simplesmente sobem e descem a montanha. Outros fazem uma espécie de circuito em um trekking de até 6 horas que inclui outros locais como El Valle Rojo, altamente recomendado.

Quanto tempo posso ficar na montanha?

Na maioria dos passeios você terá tempo para subir ao mirante da montanha (uma subida íngreme mas que deve ser feita porque senão a montanha não é apreciada) tirar algumas fotos e descer. Se quiser ficar mais tempo, um tour privado ou o tour que inclui o vale vermelho é recomendado.

Inclui a entrada?

Para entrar na montanha é necessário pagar à comunidade local uma entrada de 10 soles (3 usd) Pergunte ao operador turístico se a entrada está incluída no preço. Se você visitar também o Vale Vermelho, terá que pagar outra passagem do mesmo preço.

Que tipo de comida eles servem?

Geralmente os passeios incluem café da manhã e almoço em uma das cidades do percurso, caso você tenha alguma restrição alimentar ou seja vegano ou vegetariano pergunte se tem que pagar algum suplemento.

Quantas pessoas vão no tour?

É importante saber qual é o tamanho do grupo ao qual você vai ingressar, geralmente tem entre 16 e 33 pessoas. Quanto mais barato for o passeio, maior será o grupo. Se pretende chegar a uma determinada hora, o melhor é contratar um tour privado, que pode ser conseguido dependendo do número de pessoas a partir de cerca de 150 usd.

Nevou?

Vinicunca faz parte de um sistema montanhoso em que pode nevar, e se a neve for recente, a montanha não será visível, pois estará coberta de neve. Pergunte o estado da montanha e se eles podem mostrar fotos recentes das excursões.

Outros lugares são visitados?

No caminho para Vinicunca existem vários locais de interesse que a maioria dos passeios ignora. Se o passeio parar em Checacupe pede para parar para ver a igreja, é lindo. Vale a pena dar uma parada em Oropesa para provar seu delicioso e enorme pão.

 

TOUR DE DOIS DIAS OU MAIS

Para quem gosta de montanhismo e caminhadas existem opções mais especiais como caminhadas de 2 a 7 dias que incluem Vinicunca.

Algumas agências no centro de Cusco oferecem a opção de dois dias. Mas quando se trata de passar a noite, aconselho que você vá a uma agência bem estabelecida e de prestígio.

Dicas
Reveja as opções de passeio e decida qual é a melhor para você.

Se for com idosos, pessoas com sobrepeso ou crianças, é aconselhável que consultem o seu médico antes de fazer a caminhada, principalmente se não estiverem habituados a caminhar em alturas superiores a 4.700 metros.

Nunca, nunca subestime a altura. Nunca.

Use roupas e sapatos adequados. Lembre-se de que a montanha tem 5.200 metros de altura, vista roupas frias em camadas para que você possa tirar peças ao se aquecer ou vestir quando esfriar. Tênis de trekking, já que o terreno é arenoso, principalmente se você fizer um circuito na montanha. A roupa certa não é um jogo, não usar o calçado certo pode causar um acidente, lembre-se que esta é a montanha e deve ser respeitada.

Em ambos os lados da montanha oferecem-se a subida a cavalo, recomendo vivamente que esta opção seja apenas em caso de emergência, se alguém se sentir mal ou tiver alguma deficiência física. Não use esta opção devido à preguiça ou leve cansaço, o cavalo não é culpado por não manter a forma.

Traga água, de preferência em garrafas de alumínio ou garrafa térmica reciclável, e beba sempre pequenos goles. Nesse ponto, é fácil ficar desidratado.

Ande devagar, não fique agitado nem faça seu coração disparar muito. Mesmo que você se sinta bem, leve isso leve.

Na base da montanha há vendedores ambulantes que oferecem doces, refrigerantes (5 soles), chá de coca (3 soles), que é excelente para a altitude. Há também alguns vendedores de artesanato e alguns moradores locais vestidos como incas para que você possa tirar uma foto.

Considere o clima. A estação chuvosa começa em setembro e é mais forte entre dezembro e março.

No inverno pode nevar.

Vinicunca não é a única montanha de cores da região, mas é a mais famosa. Se você quiser algo menos popular, peça excursões a Palcoyo.

Espero que essas dicas tenham servido para você e não esqueça de comentar, é muito importante!

Para saber quando iremos fazer esta aventura novamente consulte nosso Calendário de Viagens

Participe da discussão, deixe o seu comentário!